Blog

Minha trajetória nos concursos públicos

Em 27/06/2019 12:20:19


Fala, pessoal. Tudo bem? Meu nome é Bruno Betti Costa, sou professor de Direito Administrativo e aprovado em concursos de procuradoria, como a PGE SP (4º lugar), PGM BH, PGE PE, PGE SE, CMBH. 

 

 Sei o quão importante é uma palavra, uma mensagem de quem já foi aprovado. Espero poder contribuir com a preparação de vocês. 

 

minha trajetória de estudo para concurso foi curiosa. Ainda na faculdade, eu sempre falava que iria estudar para concurso da magistratura federal. Talvez pelo encanto que o cargo gera nos alunos iniciantes na faculdade. Mas não havia nenhuma vocação para juiz. 

 

Bom, paralelo ao concurso, também sempre afirmava que seria professor. Certamente, essa uma vocação em minha vida, vinda desde o ventre da minha mãe. Enquanto ela me gestava, eu dava aula em sua barriga. Está no sangue. 

 

A docência começou logo após o término da graduação. Porém, vivi um período de grande insegurança na docência, motivo que me fez voltar ao estudo para concurso. Porém, mais maduro, fiz uma análise da minha pessoa e percebi que a advocacia pública seria a carreira que encontraria a minha felicidade, junto com a docência. 

 

A partir daí, outro não foi o caminho. Comecei o estudo para Procuradorias. Todas os concursos de PGEs e PGMs grandes que saíram no período de estudo, eu prestei. Essa foi uma das mais acertadas estratégias de estudo que fiz. Prestar diversos concursos de Procuradorias me fez amadurecer no estudo, conhecer pessoas com as quais eu poderia trocar conhecimento, partilhar de momentos difíceis, que só quem faz concurso público sabe o que é. 

 

minha preparação não foi linear. Posso dividi-la em dois períodos. O primeiro em que não estudava corretamente. Estudava sem critério, sem método, sem compromisso, a bem da verdade. Não havia sacrifícios, parava de estudar para assistir aos jogos de futebol que eu gostava e passasse no horário do meu estudo. Na verdade, estava me iludindo.

 

Por outro lado, o segundo período (quando optei pelo estudo da advocacia pública) foi espetacular. Estava focado, concentrado, ciente do que deveria fazer. Estava determinado a ser aprovado. A necessidade de “arrumar” a minha vida, poder viver os planos que sonhava impulsionaram os meus estudos. Nada tirava o meu foco. Era final de semana, feriado, Natal ou carnaval. Foram 2 anos e meio desse período, até o resultado final da PGE SP. 

 

Durante esses dois anos e meio, as aprovações que obtive me motivaram cada vez mais, via que estava no caminho certo. Era questão de tempo. Não vou mentir, nesse período também tive incertezas, angústias e medos. Aí, entrou em cena o meu apoio, a minha base. Entrou em cena a minha família. Pai, mãe, irmã, noiva. Todos me apoiando, abrindo mão de liberdades para propiciar um estudo em um ambiente de tranquilidade e de qualidade. É preciso que a família esteja ao lado, acompanhando os passos e dando força para alcançar a aprovação definitiva. 

 

Meus amigos, o que digo para vocês é que não há segredo, não há fórmula, não há um método de aprovação. Quem vende fórmula da aprovação está te iludindo. Não caia nessa. Crie o seu método, a sua fórmula, o seu segredo. Por isso a importância de cada depoimento de aprovados em concursos. Com eles, vocês podem perceber quais técnicas podem adequar ou não a suas realidades, as suas dificuldades. 

 

Estudem e estudem e estudem. O estudo é fonte de transformação. Estou à disposição para eventuais dúvidas. 

 

Forte abraço,

 

Bruno Betti


Posts de Bruno Betti Costa

Procedimento da Licitação

O edital é o ato pelo qual a AP divulga a abertura da licitação. Em síntese, o edital é o ato pelo qual a Administração faz uma oferta de contrato a todos os interessados que atendam às exigências nele estabelecidas. Na verdade, “é o ato pelo qual a administração pública divulga as regras a serem ap